quarta-feira, junho 30, 2004

Prioridades

Continuando o assunto anterior, as nossas prioridades vão mudando com o tempo. Se não, vejamos:
Quando eu era bem pequeno, meu interesse maior era...



Aos 6 anos de idade, meu interesse maior era me tornar um ator mundialmente conhecido através de séries live-action no estilo Ultraman & Cia!!



Aos 16, meu interesse maior era me tornar um fisiculturista mundialmente conhecido e participar do Mr. Olympia!!!



Aos 20, meu interesse maior era me tornar um guitarrista mundialmente conhecido através de uma das maiores bandas já existentes na face da Terra: o Ravena!!!!



Hoje em dia, mais pé no chão, o meu interesse maior é...



segunda-feira, junho 28, 2004

Hierarquias de valores

Para o ser humano é praticamente impossível viver sem alguma hierarquia de valores. Estamos constantemente fazendo juízo daquilo que é mais ou menos importante. E isso acaba gerando vários problemas, pois a maioria das pessoas tem, muitas vezes, noções divergentes do que está acima do que (no bom sentido)numa escala de valores. Mesmo que as necessidades básicas de todos sejam quase idênticas, o fator subjetivo persiste. Assim, enquanto para uns, dar boas gargalhadas (escangalhar-se de tanto rir) é mais imprescindível do que a reflexão filosófica sobre a vida, para outros, o dever moral está acima do princípio do prazer. Você já parou pra fazer uma lista das coisas que considera mais preciosas na vida em ordem decrescente? Em que ordem de importância, por exemplo, estariam para você :
Amizade- Amor- Sexo- Riqueza- Saúde- Beleza- Conhecimento- Sabedoria- Razão- Emoção- Pais- Filhos- Mestres- Música- Poesia- Livros- Trabalho- Conforto- Casa- Natureza- Comida saborosa- Boa alimentação- Água- Bebida- Esporte- Lazer- Sol- Lua- Primavera- Verão- Segredo- Compartilhar- Bem-estar- Sacrifício pelo próximo- Refletir- Sentir- Ver- Ouvir- Falar- Cantar- Dar- Receber- Trocar-Rir- Chorar- Pensar- Lembrar- Esquecer- Aprender- Ensinar- Acertar- Errar- Tentar- Ficar- Fugir-Ganhar- Competir- Saber perder-Outono- Punir- Perdoar- Retirar- Acrescentar- Entender- Ser compreendido- Lutar- Pacificar-Inverno- Descansar- Despertar- Eu- Nós- Os outros- Ontem- Hoje- Agora- Amanhã...
Difícil? A verdade é que lidamos com hierarquias flutuantes, efêmeras. O que foi importante pra nós quando crianças, pode não ser mais hoje em dia, assim como, talvez, antes de ir dormir eu pense que seria melhor ter escrito sobre qualquer outra bobagem em vez desse texto.Mas no instante em que escrevi, achei que era mais importante fazer refletir. A magia do caminhar nesta esfera planetária estaria no mistério daquilo que buscamos, do nosso real motivo de Ser? Decifrar o enigma da Esfinge ou simplesmente viver o mais que pudermos?

Um belo pôr-do-Sol ou o raiar de um novo dia?

domingo, junho 27, 2004

Seção: Aquela nuvem que passa...

Todo mundo alguma vez na vida já olhou para o céu e ficou reparando a forma que as nuvens assumem, a semelhança com alguma outra coisa tipo: um cavalo-marinho,a Juliana Paes ou uma montanha de dólares! Vendo essa foto teve um amigo meu que disse ter lembrado logo do chefe dele. Por que será? E você, o que vê?

Oh, céus! Oh , vida...

IIIIhhh, caraaalho!!! - A Origem

Atendendo ao(s) pedido(s) de todo(s) o(s) participante(s) assíduo(s) deste blog, eu passo a contar a origem do nome Ih, Caralho!Eu me lembro que lá pelos idos de 93, um colega lá da Escola de Comunicação da UFRJ me chamou pra fazer um jornal com ele voltado para o segmento do humor, como era de costume na época (já contávamos com os jornais Sem Lei, A Tocha e outro cujo nome me foge agora).Só tínhamos mesmo o nome e nunca passamos disso.Mas foi engraçado chegar e mostrar para o Felipe o papel abaixo. Ele olhou, olhou, tentando ler o que estava escrito e não conseguindo decifrar, soltou um: "Ih, caralho!!!" E foi assim que, sem querer, ele descobriu o nome do jornal!Ahaha! Essa ficou marcada na história. E qual não foi a minha surpresa quando o Filipensses me presenteou com este blog! O nome não poderia ser outro!Rsrs...
Não se esqueçam de que deve-se pronunciar com ar de surpresa, puxando o "i" e o "a", assim: "Iiiihh, caraaalho!!!" (como um carrinho numa montanha russa que para de repente). Também há a alternativa de dizer somente "ih, carai!" que tb é muito boa!!

sábado, junho 26, 2004

Leviathan be thy name!!!

Chegou a hora de contar a vocês sobre a origem do nome Leviathan. Há muito, muito tempo atrás, o pessoal da banda Kalidor (do meu amigo Miltão Metal) pediu-me para bolar uma ilustração para uma camisa. O tema seria baseado na música Trapped in Dreams e, na mesma semana, tratei de esboçar alguma coisa. No desenho, um ser infernal vinha puxar a alma de um pobre-coitado a fim de levá-la a regiões sombrias e tenebrosas, que se deixavam entrever pela abertura na parede. Acontece que eu batizara o tal cramunhão de Leviathan! E o pessoal do grupo ainda não sabia meu nome direito. Então, quando perguntavam por mim, lembravam do tal Levi...Levi...E desde aquela época passaram a me chamar assim (com ligeiras variações de acordo com a personalidade dominante no momento: Levi, Tatan, Tã-tã, Tatanás e por aí afora)...

Aí está o desenho do "coisa-ruinzin" conforme prometido

Child in Time

Essa imagem é de grande significado para mim e, para alguns, dispensa explicações. As filipetas do show mais memorável do Ravena ficaram prontas poucos dias antes do evento ocorrer. Os organizadores achavam que teríamos uma apresentação fraca.Ninguém queria abrir pra gente. Fomos os primeiros e...arrebentamos! Edimárcio cantou como nunca (dizem que até melhor que os vocalistas dos quais levamos cover- King Diamond do Merciful Fate e Ian Gillan do Deep Purple)!

Filipeta feita bem nas coxas porque ninguém levava fé...Hehe!!!

sexta-feira, junho 25, 2004

Um dia de pás e ahn... mosh!

Eu lembro que eu ajudei a montar o palco para aquele show histórico e, durante o descanso, a galera ficava tocando um violão. Cara, parece que foi ontem!

Os estilos variavam do Hard Rock ao Hardcore.Hehe!Claro que saiu confusão!

O Woodstock Tupiniquim!

Reminiscências...Remexendo minhas gavetas, encontrei algumas velharias de um tempo não muito longínquo (em termos de eternidade)mas que merecem vir à tona. A maioria,lembranças da época em que o metal alcançava seu ápice em Campo Grande e que eu passo a lhes mostrar a seguir.A 1ª é esse cartaz do primeiro Arena do Heavy, naquela noite fria de inverno em Big Field.Para muitos, foi o começo de tudo. Há exatos 14 anos e 2 dias!!!


Direto do Túnel do Tempo!!!

Seção: Que a Força esteja com você!

Você sempre se perguntou como os soldados da Tropa Imperial de Star Wars fazem para soltar um barroso? Aí está a resposta!

Um click indiscreto do lado negro da Força em ação...

quinta-feira, junho 24, 2004

Malucão beleza!

Qualquer coincidência não é mera semelhança...

Raúúúl !!!

quarta-feira, junho 23, 2004

Piada do pintinho...

Estou com um baita sono então hoje vou postar a piada do pintinho. Certo dia, o gatinho estava enrolando um... (maior do que aquele do gatinho do Favela Tour)e chegou o pintinho e perguntou o que era aquilo, pra que servia e coisa e tal. O gato, rindo, acendeu e disse pra ele experimentar um pouco. E o pintinho mandou ver e disse:"-Humm, não tô tintindu nada!". E o gatinho: "- Vai mais uma!". E o pintinho de novo:"- Humm, num tô tintindu nada!". O felino ficou impressionado com a resistência do pintinho e, lá pelas tantas, mandou ele usar de toda força possível de uma só vez. E o pintinho, já meio zureta :"-Hmm, num tô tintindu nada. Num tô tintindu o meu bracinho, num tô tintindu as minhas perninhas, num tô tindindu o meu biquinhu, num tô tintindo naadaaa..."

O Ministério do Humor a diverte: Não deixe nada perigoso perto do seu bichinho de estimação!

terça-feira, junho 22, 2004

How Dare I Be So Beautiful?

Esse é o título de um dos trechos da música Supper's Ready do Genesis (disco Foxtrot) e que remete aos escritos do filósofo Nietszche em certa fase de sua carreira (por exemplo, ele perguntava em seus textos: "Por que eu sou tão sábio?" ou "Por que escrevo livros tão bons?"). O que ambos têm em comum? A genialidade de enxergar além de seu tempo. Realmente, não conheço banda de rock progressivo que tenha alcançado o patamar de perfeição na arte que o Genesis de Peter Gabriel logrou atingir.O grupo unia belas melodias, complexas harmonias, letras instigantes, sombrias ou bem-humoradas e a dramaticidade que ia do teatro grego ao pós-moderno, passando pela òpera italiana. Peter, quando tornava-se o velho homem lascivo, o alienígena observador dos céus, o aparador de grama, a voz da Bretanha ou "a flower?" era imbatível e garantia, junto com o som da banda um espetáculo completo e inesquecível. Pink Floyd e Yes que me perdoem, mas a Arte e o Genesis formaram o mais belo par na 1ª metade dos anos 70.


Genesis, o expoente máximo do rock progressivo em todos os tempos!!

domingo, junho 20, 2004

Long Live Rock and Roll !!!

Continuando o assunto anterior, algumas bandas e artistas são tão bons que, às vezes, é difícil escolher o seu melhor disco, então a gente homenageia o conjunto da obra.
Alguns exemplos: The Beatles, Yes, Kansas, Pink Floyd, ELP, Genesis (c/ Peter Gabriel), Deep Purple, Iron Maiden, Black Sabbath, Dio, Ozzy etc.

Alguns riffs de guitarra acabam nos hipnotizando e nos levando a diferentes estados de espírito; sentimo-nos com intensa energia, uma euforia quase incontida e parece que naquele momento, o ritmo, a linha melódica e nós somos um só . Então, aí vão alguns dos riffs mais contagiantes da história do Rock:
-Smoke on the Water e Perfect Strangers (Deep Purple)
-Kashmir (Led Zeppelin)
-Iron Man (Black Sabbath)
-Carry On, Wayward Son (Kansas)
-Tom Sawyer e YYZ(Rush)
-Breaking All the Rules (Peter Frampton)
-Quase todos os hits do Iron Maiden nos anos 80
-Qualquer um do Ravena...

sábado, junho 19, 2004

Seção: Os discos bons furam mais cedo que os outros...

Diga: Qual disco não saiu da sua vitrola (sic) por um bom tempo?
Ao longo dos anos, o Rock (Progressivo, principalmente)nos rendeu discos grandiosos e músicas que eram verdadeiras suites sinfônicas. Eu fiz a minha seleção do que é irretocável no trabalho de algumas bandas. Eis a minha lista das melhores músicas nessa linha :
Opus (Disco / Artista)
1- Supper's Ready (Foxtrot / Genesis)
2- Close to the Edge (idem / Yes)
3- Learning to Live (Images And Words / Dream Theater)
4- Thick As A Brick (idem / Jethro Tull)

Agora a lista dos álbuns de Rock mais perfeitos da história:

1- Dark Side Of The Moon (Pink Floyd)
2- Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (The Beatles)
3- Images And Words (Dream Theater)
4- Teatre of Fate (Viper)
5- Keeper of the Seven Keys II (Helloween)
6- Leftoverture (Kansas)

Os conceituais:
1- The Wall (Pink Floyd)
2- Tommy, A Ópera-Rock (The Who)
3- Hair (a canção Let the Sunshine In é de arrepiar)

Os grandes discos(predominantemente)instrumentais:
1- Passion And Warfare (Steve Vai)
2- Rising Force (Yngwie Malmsteen)
3- Mind's Eye (Vinnie Moore)

As canções que são a manifestação do Poder em seu mais alto grau de destruição:
1- I Am A Viking (Rising Force)
2- Heaven And Hell (Black Sabbath)
3- Stargazer (Rainbow)
4- One (Metallica)

É claro que esta é a minha opinião e nunca haverá unanimidade num campo tão abrangente quanto este. Fiquem à vontade para fazer as suas listas!!E, quanto ao título, ainda bem que inventaram o CD!

sexta-feira, junho 18, 2004

Only the Good Die Young!!!

Enquanto estávamos numa sessão de fotos, o espírito ruim aproveitou nossa distração e tentou estrangular o bateirista!

"Them"!!!

Uma das últimas formações do Ravena quase foi pro beleléu quando baixou um espírito de King "Mu" Diamond em nosso vocalista. Até hoje ele não se lembra do que aconteceu...


O ocaso de uma manhã tranqüila (mas nem tanto)!



O Ravena lançou quase 20 Lp's e quase 14 filmes. Infelizmente, todos apenas "quase"...A Hard's Day Night é o cacete!Copiaram a nossa idéia mais uma vez!!!

quinta-feira, junho 17, 2004

Stairway to Ravena !!!

Eis uma prova de que nos boicotavam sempre.Tiraram esta foto antes da banda se preparar devidamente (notem que o Felipe-Réplica não se posicionou direito). Na versão oficial só aparecem os manés do Led!


Olha o passa..., quer dizer, o corvinho(little Raven em inglês)!

Anos Incríveis



Ravena nos tempos do yeah-yeah-yeah! Mas não se engane pelas aparências. O som na época já era pesado!

quarta-feira, junho 16, 2004

Nunca imagine que não ser diferente...

1ª Hora do 4º Dia- Antes de dormir, achei por bem comer aquela banana com orégano pois, isso parecia ajudar em minhas visões.Não deu outra.”Iquiene” surgiu de novo e falou mais que nunca.Então pude esclarecer os pontos obscuros da trama. Eu perguntei, por exemplo, por que só eu o via e mais ninguém. Ele disse que no momento certo todos da banda o veriam; e daí juntaríamos todas as peças do quebra-cabeça. Havia muitas outras perguntas,como: o que significavam aquelas fotos? Nós nem tínhamos nascido na época em que elas foram tiradas (shows de rock nos anos 50, Woodstock etc.), e ainda éramos crianças nos anos 70! E sobre o resto do conteúdo dos baús (instrumentos e mapas estelares e tudo mais)? O que tínhamos a ver com tudo aquilo, cacimba?!
Começando do início."No princípio era o Verbo..." heh,brincadeira!
Ele me falou:” Tatã, olhe bem para essas palavras...Se reparar bem, elas formam um nome!” E, de fato, se pegarmos as iniciais de “ Réplicas de Ancestrais VENusianos dos Atlantes” teremos a palavra “RAVENA”!!!
Ele continuou: “Vocês são descendentes na verdade de uma raça de origem extra-terrestre que viveu na Atlândida pré-cataclisma...” E eu consternado: “Puta que pariu, não sacaneia?!” “São representantes de um povo extremamente pacífico e criativo, cheio de poetas e artistas apreciadores do proto-Rock!!” “Quer dizer que já havia rock naqueles tempos?”Indaguei. “Sim!” Disse ele, singelamente “Iih, caaralho!!” Disse eu, singelamente.Ele passou a descrever então como a Atlântida afundou, na sua guerra contra outro povo de “Mu” e teve de se abrigar no fundo da Terra (onde o Rick Wakeman e o Júlio Verne já estiveram!). Disse que nos perpetuávamos de geração em geração, através do tempo e que nossa missão na superfície é garantir o crescimento harmônico do planeta através do Rock das Esferas! Assim, aqueles caras nas fotos eram na verdade nossos irmãos mais velhos tentando ajeitar as coisas por aqui. Mas o povo de “Mu” ainda está na ativa e sempre fez de tudo pra evitar isso. Tentaram acabar com Beethoven, deixando surdo e com Mozart também (sim, eles eram dos nossos)!
Explicou então que o Ravena existe há muuito tempo, tendo usado a distorção de guitarras muito antes do nosso velho amigo Jimmy.”Eu sou o responsável por vocês levarem o bom rock às pessoas.Mas a gente de “Mu” incentiva o que é mau.Quem vocês acham que inventou o funk, o pagode e o Black Metal?” A banda chegou a fazer shows em Londres, EUA, Brasil e Argentina durante toda a 2ª década do século XX, tocando com gente famosa como: Beatles, Free, Led, Purple, Gênesis, The Who, Black Sabbath e muitos outros (nosso estilo permitia atrair platéias de gostos bem variados). Mas os poucos registros que sobraram estavam contidos naqueles baús, porque o pessoal de “Mu” sempre conseguiu evitar que lançássemos um Lp sequer e nos tornássemos realmente famosos. E ainda por cima, conseguiram dissolver todas as formações ao longo dos anos, apagando qualquer vestígio de nossa existência como banda.
Mas “Iquiene” comentou que agora pode ser diferente. A última reunião do Ravena foi uma das poucas a contar com todos os 6 integrantes provindo do continente desaparecido e que não foi esquecida completamente! Isso quer dizer que pode ter chegado a hora de finalmente cumprir nosso destino!!!
Sei que é difícil de acreditar. Mas vocês comprovarão por si mesmos. Felipe, essa noite mesmo você pode receber uma visita inesperada. Se ela estiver de capuz não se assuste...
Ah!Ao partir,"Iquiene" me disse que o Michael é descendente dos Ibas do Nordeste de Alfa-Centauri, a 1ª estrela à direita no céu, onde o povo é um tanto estranho, não gosta de banda cover e costuma visitar outros mundos parar tirar fotos!!!

terça-feira, junho 15, 2004

Ravena- A Verdadeira História - parte III

Tarde do 3º Dia – Queria contar ao resto do pessoal que integrava a banda, mas o Daniel não estava em casa, Edimárcio não atendia ao telefone e Felipe parecia estar conectado. Cansado pela exaustiva correria e escalada matutina, resolvi dar um tempo de pensar e acessei a internet , coisa normal a todos os internautas (eu me refiro ao acessar hehe). Visitei O Barroso e o blog do Parayba. Mais tarde saí para comemorar o Dia dos Namorados, tentando conter minha sede de respostas! Decidi não contar a ninguém, antes de ter tudo esclarecido (e de me certificar que não estava precisando me unir ao Eddie na capa do Piece of Mind).
A frase intrigante- Pois bem, as tais palavras eram as seguintes...Ah, não, deixa pra lá!! Ahahah Agora falando sério, a frase, que estava já um tanto apagada, mas obviamente em português, era: “Réplic s de A cestr is Ve u ianos d s A lantes” !!! Qual seria o seu significado? Mataram? De qualquer forma, completá-la seria mais fácil do que aceitar.

Ravena- A Verdadeira História - parte II

2º Dia – Chegando lá, no mesmo local que Iquiene havia indicado, encontrei um baú velho escondido entre as pedras. Resolvi levá-lo comigo e ver o que continha. Já em casa, abrindo-o e vendo o que estava guardado dentro dele fiquei estupefato: entre outras coisas, fotos e mais fotos antigas, minhas e de outros integrantes do Ravena, em lugares e situações das quais não me lembrava. O mistério só aumentava e, cansado da longa viagem, deitei-me na poltrona e cochilei.
“Iquiene” (como passei a chamá-lo para diferenciar do Paulinho “Chupeta” que todos conhecem), tornou a aparecer como uma assombração na minha frente e me contou que haviam outros baús escondidos por aí. O 2º estava na Pedra Branca (perto da casa do Daniel) e o 3º na Pedra do Soldado (próximo à velha casa do Ângelo).E que elas me dariam respostas a várias perguntas...
3º Dia – No sábado ainda cedo comi alguma coisa e me dirigi aos locais mencionados. E,de fato, em algumas horas localizei os 2 baús escondidos e os levei para casa. Seu conteúdo era igualmente espantoso. Mapas astronômicos, instrumentos estranhos, um diapasão, gravuras ,escritos em caracteres pouco familiares e, mais chocante, um papel onde estava escrito algo que me deixou ainda mais intrigado... Continua (Porra!!)

segunda-feira, junho 14, 2004

Ravena - A Verdadeira História - parte I

1º Dia – Na noite de meu aniversário, após os amigos e minha bruxinha terem ido embora,senti uma certa sonolência e resolvi ir me deitar um pouco. Dormi por um tempo indeterminado.
Mas, de repente fui acordado por uma voz que chamava: “-Tatã!” Abri os olhos surpreso e constatei mais surpreso ainda que estava diante de mim uma figura de capuz que parecia saída da capa do disco do Testament! Ele deve ter percebido meu espanto e me deixou ver seu rosto. Não acreditei. Era o Paulo de Tarso Iquiene Barroso, o Paulinho (ou alguém muito parecido com ele)!! Porém, eu sabia que havia fechado a porta e duvidei do que via. Imaginei que fosse por causa da pizza. Banana com orégano é uma combinação que pode gerar efeitos colaterais (como alucinação noturna, rsrs). Ele então falou:“-Tenha calma, Tatã!”(sempre rio quando olho para a cara do Iquiene)... “Eu estou aqui para te contar algo importante!” Mesmo com receio eu tinha que perguntar: “-É você, Paulinho?” E ele: “Sou e não sou!” Pensei comigo: “Puta que o pariu, agora fudeu tudo!” Ainda duvidando insisti: “Como assim?” E ele começou a me esclarecer o que estava acontecendo. Só então percebi que estava fora do meu corpo, conversando astralmente com ele.
O cara que era a cara do Paulinho (ou sua projeção pelo menos) disse que vinha de um lugar distante e que revelaria segredos sobre o Ravena, os seus integrantes e muito mais.Pediu que o acompanhasse e conduziu-me num atmo de segundos à Serra do Piloto! Ali chegando, apontou para uma abertura numa pequena encosta lá no alto. Apesar de ser noite, eu podia ver claramente o local.
Despertei sobressaltado de volta à casa e ao meu corpo físico. Minha mente negava, no entanto algo me dizia que aquela experiência tinha sido real (apesar de eu estar arrotando a pizza)! Tomei a decisão de pegar o 1º ônibus da manhã pra Mangaratiba; e foi o que eu fiz! Continua (claro, se essa é a parte I, caralho!)

domingo, junho 13, 2004

Meio preocupados

Até na Rússia estão em polvorosa querendo saber que diabos de segredos serão revelados neste blog.A KGB já mobilizou todos os seus agentes para descobrir se é alguma coisa que pode render alguma grana...


Chefe, disseram pra mim que "a verdade está lá fora, saiu pra comprar um cigarro e volta já.."

Ravena -A banda que mudaria a cara do Rock- parte II

Os Anos de Glória – Ensaiamos por algum tempo na casa do Ângelo. Mas, as mudanças de formação não paravam e este também deixou a banda. Alex entrou no lugar do “Ruivo” e , após uma breve tentativa com Flávio “Banana”, Dárcio assumiu o baixo. Como “Caniggia” era mais chegado numa manguaça que em cantar, acabou sendo substituído pelo vocal poderoso de Edimárcio Medeiros. Em seguida, encontramos nosso Rick Wakeman : Daniel Lamas. Forte e estabilizada, com essa formação a banda viveu sua fase áurea! A química era boa entre nós e isso ficou claro num show histórico no teatro de Arena (pena que não filmamos!). Era a constatação de que a previsão feita na brincadeira do copo (durante os ensaios na casa do “Modesto”) sobre nosso relativo sucesso estava certa. Ganhamos projeção e o nome Ravena fez-se conhecido na Zona Oeste (e nas outra zonas também)!
Nessa época ensaiávamos em estúdio, na casa do Daniel, Alex e onde mais desse. Compusemos muito material, mas, não pudemos gravar por falta de grana (não havia tanta facilidade como hoje em dia). Duros, ralávamos pra carregar os instrumentos no braço e tocávamos em lugares como o Canil pra uma platéia menor que a banda (bons tempos rsrs)!!
Tudo que Sobe... – Um dia surgiu a chance de abrirmos para o Angra no Garage em sua estréia no Rio. Mas, justo nessa fase,o clima não era dos melhores e a banda acabou se dissolvendo pouco tempo depois. Felipe e Daniel pularam fora (motivados pelas famosas divergências musicais) e, logo em seguida, Alex também. Chegava o fim de uma Era.
O Início de uma Lenda- Uma história aparentemente comum se isso fosse tudo. Mas é justo aqui que a coisa fica interessante, pois há muitos fatos desconhecidos da maioria (até mesmo de quem viveu aqueles dias) e que somente agora estão vindo à tona! Na verdade, tudo o que você já ouviu sobre teoria da Conspiração é pinto perto do que estou prestes a relatar da minha recente e assustadora descoberta. Não perca :A Verdadeira História do Ravena!!!!

Ravena-A banda que mudaria a cara do Rock- parte I

- Ainda no distante ano de 1991, quando terminava o meu 2º grau, fui chamado por Daniel “Ruivo Hering” pra integrar sua banda (ainda sem nome) como 2º guitarrista. O 1º, no caso, era um velho conhecido de velhos festivais, Felipe Oliveira (o ômi d’O Barroso).Aceitei o convite bem mais tarde, em 92, e fui assistir a um ensaio na casa do “Modesto” (que conheci através do Miltão “Metal”). Fui logo de cara jogado às feras, tendo que mostrar o que sabia. Toquei algumas músicas do Iron e do Malmsteen e passei no teste. Mais tarde, Felipe confessaria que tivera uma impressão ruim pela minha estranha palhetada. Acho eu só consegui sua confiança quando mostrei a música que fiz ainda na 1ª semana no grupo: “The One Dream- God” (que chamávamos de “O Homem de Bigode”). Nessa época, ainda discutíamos o nome da banda. Morgana e Sinner Angel (argh!) eram alguns dos cotados.Até que o”Ruivo”chegou com “Ravena” e, por falta de idéia melhor, ficou sendo esse mesmo !
- A formação era: Felipe (gt), Daniel (bt), “Caniggia” (voz), Robson (bx) e eu (claro). Esta durou pouco tempo, pois Robson foi substituído por Ângelo (Sanskrit). Então, o maluco do “Ruivo” inscreveu a gente no Festival de bandas do Aliados sem tempo para ensaiarmos! E ainda por cima, resolveu abandonar o grupo às vésperas do que seria nosso 1° show!!! Mas acabou tocando com a gente no dia e com o Brutal Symphony. Eu me apresentei com o Ravena e o Earthquake (a pior banda da história! haha). As outras bandas foram : Cancro, Sanskrit e Crepúsculo (que ganhou). Nós ficamos em 2º lugar (não por que merecêssemos, mas porque usávamos menos distorção)!! Vencida a 1ª prova de fogo, tínhamos de encontrar outro batera e, também, outro lugar de ensaio.



Foto da banda no cemitério !!!

Fragmentos de um Diário do Rock de Anos Atrás

Antes de tudo, antes que alguém brinque com o título, eu sei que os "anos" só podem estar mesmo atrás...
Muitos de nós (pelo menos os mais inteligentes da espécie)crescemos ouvindo o bom e velho rock em suas múltiplas variações. Mesmo que este não fosse o nosso estilo preferido desde o berço, ele sempre esteve lá, invadindo nossos ouvidos e mentes, marcando seu território. Não importa se made in USA, Inglaterra, Alemanha ou Pindorama. Quem, com mais de 25 anos, enquanto assistia na tv aos clips de artistas do mundo pop em geral, não aprendeu a curtir Scorpions, Van Halen, Kiss, Iron Maiden, Quiot Riot, Black Sabbath, Deep Purple, Uriah Heep, Plebe Rude, Ira, Sepultura e bandas afins?
No início dos anos 90, um bando de cabeludos se reunia para ouvir os discos desses grupos e tentar tirar as notas das músicas na guitarra ,violão etc. Esse estilo de vida invadia a Zona Oeste ,baixada e outras zonas por aí afora. O marco zero desse período talvez tenha se dado com o evento chamado Arena do Heavy . Este show foi realizado no longínquo ano de 1990 no Teatro de Arena Elza Osborne (nome sugestivo, não?) e contava com a participação de bandas de heavy tradicional (Steel), death-thrash (Kalidor, Dementia), hardcore (Anti-Tímpanos), entre outras. Compareceram, naquela noite fria de inverno, pessoas dos mais variados gostos musicais e que ali, assistiram à plantação de uma semente que faria de Campo Grande a Seattle carioca. Ali estava o embrião de bandas como: Blasted, Blockhead, Gangrena Gasosa , Sanskrit, Pandemonium, Eternal Desolation, Cancro, Brutal Symphony,Poindexter ,Bodhisatva, Ravena e Hang (paraíba é a mãe!), só pra ficar em algumas.
Foi um período importante, por ser a era da MTV aberta, onde tínhamos contato com os trabalhos de um Metallica, um Sanctuary, Testament , Faith No More, Guns, Slayer, Nirvana e muitos outros. O sentimento era que vivíamos num mundo à parte, gente com interesses em comum (mas nem sempre), formando nossos próprios grupos, fazendo nosso som, empenhados em tocar bem (ou não) nossos instrumentos, indo aos Garages, aos Canis Pubs (lembra desse, Felipe?) e Circos Voadores da vida. Em suma , vivenciando o underground como uma enorme família (uma que pudemos escolher). Em breve viria o Rock in Rio II, trazendo Sepultura, Megadeth, Qüeensryche, Judas Priest etc.
No caso deste que escreve estas mal-traçadas linhas, foi um fenômeno interessante, pois em apenas 6 meses de convivência diária com os headbangers mais antigos, conheci toda a obra do Iron, Metallica, , Helloween, Malmsteen e tudo que chegava aos meus ouvidos. Era como se tivesse comprimido todas as décadas de rock passadas num curto espaço de tempo (isso é importante, pretendo voltar a esse assunto mais tarde)... Eu que começara a aprender a tocar violão alguns anos antes, ganhei minha 1ª guitarra (uma Golden) e, 2 anos depois, estaria entrando para a banda de heavy que teve uma trajetória relativamente curta: o Ravena. E é dela que falarei em seguida.
Continua...



Ravena em sua formação clássica

sábado, junho 12, 2004

Coisas da vida

A vida tem ,de fato, muitos mistérios insondáveis que te fazem questionar: "Será que alguém lá em cima não gosta de mim?"
Vejamos. Você algum dia já parou para se perguntar por que:
1- Quando você espera um telefonema importante, é exatamente nesse dia que só liga aquele pessoal de serviço de telemarketing
(perguntando se você conhece um amigo seu que não vê há muito tempo e que deixou o seu telefone como referência)ou um parente chato que fala pelos cotovelos?
2- O telefone toca justamente quando você foi ao banheiro providenciar um barroso?
3- E quando você atende é do telemarketing novamente?
4- Você não manda ele tomar naquele lugar?
5- Quando você desiste e vai tomar banho, o telefone toca de novo. Você corre enrolado na toalha e quando atende: a)o bendito telefone para de tocar ou b) é, finalmente, quem você esperava mas, você não ouve nada direito porque está com sabonete no ouvido (espuma, não o sabonete inteiro)!?
6- Quando você consegue se desvencilhar da espuma com a qual estava brigando (e perdendo), acaba recebendo justamente a notícia que não queria ouvir?
7- Você desliga o telefone puto da vida ,ele toca de novo. É aquele seu amigo querendo saber se ligaram de algum lugar perguntando por ele?
8- Você não manda ele tomar naquele lugar?

É claro que talvez nem todas as situações acima tenham lhe acontecido. Mas se apenas uma delas ocorre sempre com
você, sabe do que eu estou falando...Deixa eu ir lá que o telefone está tocando...Pensando bem, como diz o Parayba :O que...não, deixa pra lá!!!

quinta-feira, junho 10, 2004

Sempre rir !!!



Sorria! Você está no blog do Tatan, seu cara de chalchicha!!!

quarta-feira, junho 09, 2004

Alô, Sumaré, alô, Embratel, alô Intelsat 3...

Às vésperas do meu aniversário resolvi escrever um pouco sobre um período já um tanto remoto: a minha infância (por ironia, nessa época ainda não havia controle remoto por aqui...).Quando eu ainda era pequeno,lá pelos idos de 1978, o meu programa favorito era o Clube do Capitão Aza, exibido nas tardes de segunda a sexta na extinta TV Tupi.
As primeiras lembranças que me vêm à cabeça são as do Wilson Vianna (verdadeiro nome do apresentador que iniciava seu programa com a chamada acima) anunciando com seu microfone cheio de luzes os desenhos desanimados do Thor, Hulk, Namor etc. e as séries do Ultraman, Ultraseven (o meu herói preferido), Robô Gigante, Vingadores do Espaço (eu morria de medo da cara feia do vilão).
Aquela foi, para mim, uma fase verdadeiramente mágica (apesar de serem tempos de regime militar), pois a programação infanto-juvenil ocupava muito mais espaço do que hoje em dia e havia mais qualidade também. Sítio do Pica-Pau Amarelo, Plim-Plim - O Mágico do Papel (que ensinava a fazer origami), Globo Cor Especial, Vila Sésamo, O Clube do Mickey, Daniel Azulay e muitas outras atrações garantiam a diversão da criançada e também faziam aprender.
Com o passar do tempo, a Tv Tupi saiu do ar (e com ela o Clube do Capitão Aza), tomou seu lugar a antiga TVS e mais tarde a Manchete (onde surgiu um loira que ditaria o conceito de programa infantil dali por diante).Mas essa é uma outra história...


terça-feira, junho 08, 2004

Meu precioso sss !!!

Assistindo recentemente a uma entrevista na TV Terra Média, tivemos uma grata surpresa ao saber que este é o blog preferido do Gollum (vide foto).
Correm também boatos de que somos prestigiados pelo venerável Gandalf (apesar das más línguas insinuarem que ele sempre quis queimar o anel...). Segundo consta, ele ficou impressionado com esta estranha magia de transformar milhares de palavras em um punhado de nada e, ainda assim ,causar a ilusão de que foi dita alguma coisa!
Aproveitando a ocasião, pergunto: Seriam os Bloggeiros descendentes da mesma linhagem dos Sacola-Bolseiros?


domingo, junho 06, 2004

Ih, caralho!!!

Esse é o mascote do nosso blog! Mui siniiistro, cumpadi!!!


Róinc-róinc!!!

Essa gente inocente...

Essa redação é de um amigo de infância, Perry White, que mais tarde viria a trabalhar no Planeta Diário. Lembrança muito singela dos tempos em que ele era escoteiro.E uma das coisas mais engraçadas que já li na vida! Clique na imagem para visualizar melhor.



A revolução da evolução

O jovem Ataualpa, Phd em Física Quântica Aplicada, acupunturista e engenheiro genético resolveu demonstrar recentemente ao grande público, o uso das novas ferramentas que ajudarão a desvendar os mistérios dos gens e do funcionamento do corpo humano. Só não temos certeza de que a cabeça dele funciona perfeitamente...


Nesta foto, Ataualpa procura provar que os seres humanos poderiam aproveitar melhor seus poros e que as possibilidades são infinitas!

sábado, junho 05, 2004

É um pássaro, é um avião?

E o segundo a soltar seu corpinho no espaço foi o Sr. João(deve ser do nome)Montana Grande, mais conhecido entre os amigos como "Eclipse Total"! Mesmo sendo aconselhado a não fazê-lo por estar 2 kg acima do peso (de um elefante adulto)e numa atitude quase Kamikaze, ele se lançou no ar. Mas não sem antes dizer:" vocês agora vão saber o verdadeiro significado do termo obesidade mórbida"!É com pesar(sem trocadilhos...)que informamos que o nosso amigo sobreviveu, mas não o indiano que saltou antes dele (o Hadji,lembram?), o qual serviu para amortecer a queda, vindo a ser totalmente introduzido no solo, provavelmente alcançando o outro lado do planeta!
De agora em diante olhem sempre para cima ao andar pelas ruas da cidade...


Bungie Jump mal-sucedido

E o primeiro a saltar foi Hadji Baba Khan.Esqueceram de avisar pra ele que a idéia é você usar o equipamento de segurança. Ou talvez ele tenha achado que bastavam alguns mantras de levitação...


quinta-feira, junho 03, 2004

Doze, ó! Doooze!!!

Nesta quinta-feira este blog completou 12(doze)dias de existência. Sim, foram 12 dias de tentativas, erros e alguns acertos. Novato nesse lance de html e afins,custou-me conseguir fazer as coisas dentro dos conformes. Mas ,com a ajuda dos amigos: Felipe(O Barroso)e Michael (Parayba)estamos caminhando,não sei pra onde, mas agora ninguém segura o Ih,Caralho!!!(no bom sentido, é claro)!
Vocês devem estar se perguntando porque cargas d'água o Tatan resolveu comemorar estes 12 dias em vez dos comuns 12 meses (lapso temporal mais conhecido como aniversário)?! Algo a ver com numerologia, astrologia, promessa? Não mesmo !É porque o cara da foto tem 12 dedos, hora essa!!!