terça-feira, junho 15, 2004

Ravena- A Verdadeira História - parte II

2º Dia – Chegando lá, no mesmo local que Iquiene havia indicado, encontrei um baú velho escondido entre as pedras. Resolvi levá-lo comigo e ver o que continha. Já em casa, abrindo-o e vendo o que estava guardado dentro dele fiquei estupefato: entre outras coisas, fotos e mais fotos antigas, minhas e de outros integrantes do Ravena, em lugares e situações das quais não me lembrava. O mistério só aumentava e, cansado da longa viagem, deitei-me na poltrona e cochilei.
“Iquiene” (como passei a chamá-lo para diferenciar do Paulinho “Chupeta” que todos conhecem), tornou a aparecer como uma assombração na minha frente e me contou que haviam outros baús escondidos por aí. O 2º estava na Pedra Branca (perto da casa do Daniel) e o 3º na Pedra do Soldado (próximo à velha casa do Ângelo).E que elas me dariam respostas a várias perguntas...
3º Dia – No sábado ainda cedo comi alguma coisa e me dirigi aos locais mencionados. E,de fato, em algumas horas localizei os 2 baús escondidos e os levei para casa. Seu conteúdo era igualmente espantoso. Mapas astronômicos, instrumentos estranhos, um diapasão, gravuras ,escritos em caracteres pouco familiares e, mais chocante, um papel onde estava escrito algo que me deixou ainda mais intrigado... Continua (Porra!!)