segunda-feira, julho 05, 2004

Õ ?!?!?!

Não, amigos, não se trata do som primordial tão falado (ou mantrado, se é que isso existe)por algumas culturas milenares (apesar dessa palavra ser já muito antiga)! Talvez hoje em dia ninguém saiba a origem desse termo singelo, mas altamente filosófico. Alguns de nós o utilizávamos para expressar o inexprimível, outros para entender o inintelegível, ou ainda para proclamar sabe-se lá o que, caralho! A expressão é ótima para os momentos em que a conversa na roda de amigos cessa de repente, ajudando a quebrar aquele silêncio constrangedor.Uma resposta adequada para um "Õ?!" nesses casos, é replicar com um "DÃ?!", que, por sua vez, deve vir a ser treplicado com um "DÕ?!"

Pronuncia-se com um som único, seco (e com uma cara + ou - assim): Õ?