sábado, agosto 28, 2004

Uma Real Manifestação de Poder !

Imagine um imenso cenário descampado como em O Senhor dos Anéis que, aos poucos, vai sendo ocupado por umas 14 milhões de pessoas, cujo ponto em comum é serem vocalistas... Agora imagine que estas param em frente a um minúsculo palco, onde está um sujeito baixinho e de idade já avançada, acompanhado de sua bandinha de rock com um paredão de amplificadores Marshall no fundo. Quando a mesma banda começa a tocar e o tal sujeito solta sua voz poderosa, o efeito é tremenda e impressionantemente devastador!!!!!!!!!
" Sing me a song, you're a singer..."
Sabe aquela cena em que o Barbárvore sai varrendo as hordas inimigas no filme supra-citado? Pois bem; a voz de Ronnie James Dio é in-fi-ni-ta-men-te mais devastadora do que aquilo!!!
Sem exagero, quem ainda não ouviu o baixinho ao vivo e a cores, simplesmente NUNCA ouviu alguém cantar de verdade! O cara não é humano, ele é, como o próprio nome sugere : DIO!!!
Acabei de chegar do show no Claro Hall, com a nítida sensação de que havia experimentado algo semelhante à explosão primordial que formou o nosso universo e deu origem às galáxias e tudo que nós conhecemos (e ainda não)!
"I see the rainbow rising in the horizon!"
O que posso dizer para expressar o que se sente nessa hora: Dio é FODA!!!!!!!! Ele mandou um petardo após o outro: Don't Talk to Strangers (linda!), Stargazer (O Poder!), Heaven & Hell (Puta que Pariu!) , Rainbow in the Dark (Caralho!), The Gates of Babilon (Vai-te à merda!), The Last in Line ( Vai piiiii no olho do seu piii!!!), Neon Knights (Nem precisava pedir!), Holy Diver (Foooooda-se!), Rock And Roll Children (Somos nós, meu camarada!), Long Live Rock And Roll (Se mata!) e mais uma porrada de clássicos do Rainbow, Black Sabbath e, lógico, da excelente carreira solo. Só foi tocada UMA música do novo disco! Quer mais respeito com o público do que dar a ele tudo o que ele pede e quer ouvir?
"We made the mountain shake!"
Só pra se ter uma idéia: Ozzy, mesmo esclerosado, bateu calorosas palmas. Rob Halford, Eric Adams e Bruce Dickinson se ajoelharam em atitude de reverência. Tony Martin, Warrel Dane e Mike Kiske ficaram completamente petrificados! King Diamond foi arremessado com toda força para trás e saiu correndo e chamando "mamãehe!"!!! Never, never, never...
Se eu tivesse dúvidas de que o elfo era um dos melhores de todos os tempos, não só no Rock, mas na música em geral, as mesmas se dissipariam de vez após esse show...
A voz do cara pode ser considerada uma força da Natureza!
E ele nem precisa das Marshall para demolir com tudo!!!