quinta-feira, outubro 14, 2004

Reconhecendo nossas fraquezas...

Oi, gente! Não pense que abandonei vcs, é que hoje a conexão estava terrível!
2 coisas: Bruna, realmente vejo essa letra do Oswaldo como um tapa sem mãos pra gente acordar e refletir sobre a nossa relação com o mundo. Quantas pessoas nós, por vezes, já ignoramos com o pretexto de estarmos muito ocupados, ou magoamos com nossa intransigência? Parece mesmo que "lemos mal o mundo e depois dizemos que ele nos engana". Além do mais, podemos ser tão críticos, julgando A e B que nos esquecemos de nos olhar no espelho. Reconheçamos: a gente é imperfeito pacas!
Para ilustrar um pouco isso tudo, pensei em algo mais ou menos assim...
-Amor, sabe que eu fiz uma lista...
-Ah, foi? Que tipo de lista?
-Ahn, eu fui riscando todas as pessoas que não queria na minha vida: primeiramente , os parentes chatos, e logo em seguida, os amigos chatos - aqueles que não saem do meu pé e os que quase nunca me procuram; os que falam mais que a boca e os que só sabem dizer "hmm..."; risquei, é lógico, os que sabem pedir favor, e os que são muito melosos e ficam apertando o rosto da gente; e então, os que mentem e os que são sinceros demais; os meio-burrinhos e os que se acham espertos demais; os que têm vícios e os "perfeitinhos"; Enfim, decidi me afastar de vez de toda essa gente cheia de defeitos que eu não posso mais admitir ao meu redor. Por mim, tudo bem. Afinal de contas , eu tenho você...
- Ah, sei. Mas e se eu te dissesse que também não sou perfeito... Sabia que eu sofro do coração? Eu posso te deixar a qualquer momento...
- Mesmo? Mas acho que isso não deve ser levado em consideração, não. Agora só me resta vc neste mundo.Se eu não puder contar com você, com quem eu vou contar, amor...
-...
- Amor? Amor que foi? Fala comigo! Amor!!!!!!!... (bom, essa última parte eu tomei emprestado daquela velha piada)
***
Rsrs... Sabe como é? Feche as portas para a imperfeição e tudo ficará do lado de fora. Além disso, a letra mostra o quão importante é termos uma relação de humildade com tudo e todos. Pois a carne é efêmera (até uma tartaruga vive mais que nós, pobres cágados ), a beleza passa, a lucidez passa, e até a uva-passa!! heheh
A 2ª eu falo mais acima que o espaço já ficou curto...