terça-feira, novembro 16, 2004

O Corvo de Edgar Allan Poe

Uma vez, eu ilustrei esse conto de um dos grandes mestres do gênero de Terror em literatura. Eis alguns trechos selecionados:
*******Em certo dia, à hora, à hora
*******Da meia-noite que apavora,
Eu , caindo de sono e exausto de fadiga,
*******Ao pé de muita lauda antiga,
****De uma velha doutrina agora morta
****Ia pensando, quando ouvi À porta
****De meu quarto um soar devagarinho
EivocêaíE disse estas palavras tais:
“É alguém que me bate À porta de mansinho;
nãofaça!Há-de ser isso e nada mais.”

Isso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!