sexta-feira, janeiro 28, 2005

Seção: Bauí do Levi

Em homenagem à minha amiga , Drika, uma das primeiras letras de música que fiz na vida (numa fase em que ainda ouvia um tipo de rock bem distante do que viria a fazer depois com o Ravena) :
**********************
(Sinal dos Tempos)
**********************
Olho ao meu redor e vislumbro um mar de caos
Vejo tantas pessoas que perderam suas naus
procurando uma ilha onde possam se abrigar
Mas não há mais terra firme
Nem mais como se salvar
**********************
No final do milênio pouco há pra se orgulhar
O progresso é ilusório pouco a pouco vai matar
Tudo aquilo que é vivo
Digo, o pouco que restou
Hoje tudo é concreto
Menos o que você sonhou!
É o sinal dos tempos...
***********************
Às vezes acho que a vida é uma doença terminal
E que o acaso é sempre obra do destino
Fome, guerra e morte
Eu não consigo achar normal
Um dia desses eu cometo um desatino
***********************
Vidas sem razão
Seguindo setas sem direção*****(REFRÃO)
Com medo de ir além
Tão confusas entre o Mal e o Bem
***********************
Como cegos guiam cegos
sem poder ver o sinal?
E morrem antes de saber aonde querem ir
Irmão matando irmão
E todo mundo acha normal
Um dia nossa própria bomba vai nos destruir!
***********************
Vidas sem razão... (repete refrão)

terça-feira, janeiro 25, 2005

See no evil, hear no evil, say no evil

Lembram daqueles 3 macaquinhos que sempre apareciam nos antigos desenhos animados ? Um tampava os ouvidos com as mãos, o outro os olhos e o terceiro a boca ( não necessariamente nessa ordem).
Bom, hoje queria frisar a parte do mal que podemos causar com o que falamos. Emitir julgamentos severos pode ser algo perigoso se estes forem dirigidos a uma pessoa que está desarmada de espírito.
Jamais diga a uma criança que ela que ela é burra, inútil ou que nunca vai ser alguém na vida. As palavras nessa fase tem uma força muito grande. O que pode acontecer é ela acreditar naquilo que foi dito e realmente se tornar o que você projetou nela.
Também quando brigamos com alguém de quem gostamos convém ter cuidado. Certa vez, tive uma discussão feia com uma amiga. Disse e ouvi coisas que não queria (nem precisava, na verdade). O tempo passou, a amizade foi sendo retomada gradativamente até voltar ao normal. Mas aquelas palavras proferidas continuaram ecoando na minha cabeça...
Eu tenho sempre uma coisa em mente: por mais que vc faça para se redimir das injustiças que causou a alguém, nada vai trazer de volta a alegria roubada naquele momento. Cada sorriso e cada ferida continuam congelados no tempo. É como uma gravura indelével no livro da nossa vida. Portanto, não custa nada ter um pouco de responsabilidade nesse sentido.
O que você quer deixar de legado para as outras pessoas?
****************************************************
No som: The Evil That Men Do (Iron Maiden)

quinta-feira, janeiro 20, 2005

Don't worry, be happy!

Alguns dizem que o Levi saiu para comprar cigarros e que não volta mais! Absurdo, ele não fuma (mesmo que quisesse, as suas vias aéreas são alérgicas a fumaça de todo tipo).
Outros dizem que a perspectiva de trabalhar em cinema e ganhar muito dinheiro com storyboards, o fez abandonar tudo e ir para Hollywood bater um papo com Quentin Tarantino! Outro absurdo, pois ele já se acostumou com a vida simples do subúrbio do Rio de Janeiro e, além disso, por enquanto prefere dar uma força para o cinema nacional...
Bom galera, o fato é que, como todo bom geminiano, ele costuma fazer "tudo ao mesmo tempo agora". Além dos desenhos, tem também: edição de vídeo, gravações, leitura de livros de direito, modelagem e pintura de figuras de ação, MSN etc. etc. e etc.
Por isso, ele me pediu que escrevesse esse texto, se desculpando pelo enorme espaço dado entre um post e outro, mas é que está brabo realmente de conciliar tudo. O cara garantiu que vai voltar em breve com novas tiras e mais cultura e pensamentos inúteis procês.
Abraço para os barbados e beijão para as moças imberbes!
************************************************************Tatan

terça-feira, janeiro 18, 2005

Que delícia!

Interessante como existem pontos de vista sobre um mesmo assunto que são diametralmente opostos (seja lá o que for isso). Vejamos:
Eu trabalho num dos vários juizados especiais do Tribunal de Justiça. Um dos cartórios mais sinistros em termos de volume de trabalho de todo o estado do Rio de Janeiro.Vcs não têm noção do inferno que é atender todo dia certos advogados que fazem questão de tentar te tirar do sério só pra ver se conseguem o que querem (que às vezes, é só te tirar do sério mesmo). Certifica aqui , procura processo ali, lá e acolá (não deu pra achar, o Dr. poderia voltar amanhã? Não? Imaginei...), leva esporro, para um pouco de fazer o que está fazendo e procura mais uma lista de processos pelo cartório inteiro (são quase 20 mil!!!). É chefe que pressiona sub-chefe que pressiona sub-nitrato de pó de merda (que somos nós). A escrivã reza todo dia pra ir pra um lugar mais tranqüilo e já chegou a pedir isso diversas vezes, sem sucesso (sabe quando vc é punido por trabalhar bem demais?). Enfim , é isso todo santo dia (amenizado pra não entristecer ninguém).
O lance que falei do ponto de vista é que, outro dia, chegou uma advogada toda sorridente no balcão e soltou essa pra minha chefe na maior inocência: "Ah, então vc está aí de volta? (obs: ela tinha estado de licença médica devido ao stress acumulado no local) ... Que delícia!"
Não precisa nem dizer que a galera que ouviu aquilo riu de se acabar com o absurdo proferido!
"Que delícia!"??? Como assim ?
A mulher é a maior sem noção!
É como se ela chegasse e dissesse assim: "Mulé, o cara que arrombou a porta da tua casa e te currou era o maior gato? Eu não dou uma sorte dessas!"
"Que delícia!"...
Como dizem: No one deserves (ninguém merece)!

sábado, janeiro 15, 2005

Massacration rules!

Quem conhece o programa Hermes e Renato já deve ter ouvido falar dessa inenarrável "banda" de heavy-metal que zoa com todos os clichés da galera headbanger. Os caras são muito engraçados! O mais estapafúrido de tudo é que eles começaram a tocar de pura sacanagem, mas o sucesso foi tão grande que eles ganharam fãs pelo Brasil afora.
Vejam só o nome das figuras:
"Castratti" Detonator (vocal), "Virtuosi" Blond Hammet (guitarra), Jimmy Hammer (drums) e Headmaster (guitarra)
E aqui vai a amostra de uma de suas letras mais inspiradas. A música (?!) teve direito a videoclipe na MTV (com legenda e tudo na parte do refrão):

(Metal Massacre Attack)

Far away

Across the sea

Master never grow

Now the way

Against the fear

Master will is sure

Raru-êêêêêêê
***REFRÂO)
Raru-ôôôôôôô

Metal war go alone

Raru-êêêêêêê

Raru-ôôôôôôô

Metal war go alone


Morte ao falso metal! kkkk

terça-feira, janeiro 11, 2005

Vida de fotógrafo

Após longos anos de amizade com um dos melhores fotógrafos do mundo (não precisa nem dizer o nome... de qual mundo), acabei me interessando definitavamente por essa maravilhosa forma de arte que é a fotografia. A grande vantagem da mesma é que vc não precisa ter grandes conhecimentos técnicos para sair tirando fotos com a sua Pollaroid.
Vide esta fotografia que tirei para uma conceituada publicação animal (eles não me pagaram nada, mas isso não importa).
O curioso desta foto é que eu, na verdade pretendia fotografar uma Engraçadinha, mas a fêmea da espécie costuma ser muito escorregadia, não pára quieta no lugar e quando sossega num canto, não consegue parar de mexer a boca.
Apesar do nome, na hora em que tirei esta foto, ele parecia um tanto aborrecido. Quando perguntei o que era ele respondeu com ar de deboche: "-Nada, nada, nada!"

O peixe Engraçadinho deve ser primo do Peixe-Palhaço... hehe

domingo, janeiro 09, 2005

Dez por cento?

O lance da naúsea surge quando você adquire a noção de que o potencial dos seres-humanos é praticamente ilimitado, mas a maioria se contenta com a mediocridade. Costumo dizer que a distância que nos separa do nosso ancestral das cavernas é menor que a que separa um verme de uma bactéria! Ou o que são essas guerras? Gente passando fome? Esse desrespeito para com o semelhante (e o diferente inclusive)!
O homem (e a mulher tb) tem a capacidade de cruzar o espaço, alcançar as estrelas, mas se
preocupa mais com as estrelas de cinema e tv! É capaz de criar maravilhas (vc faz maravilhas c/ leite moça!) mas prefere destruir o que está ao seu redor para esconder suas próprias fraquezas! Pode usar sua inteligência para buscar responder a maioria dos mistérios do universo, mas prefere buscar a mesa de um bar e encher a cara de cerveja ou cachaça!
Às vezes parece que somos energia prestes a explodir, mas sempre contida por essa casca-prisão que chamam de corpo.
No momento em que escrevo estas linhas, não há tristeza (a não ser por aqueles que pagam o preço da nossa inércia) ou amargura. É mais aquele instinto que temos quando estamos famintos: devemos nos alimentar! Então, se eu sinto que posso ser bem mais (e todos podem), EU QUERO ser, ou, no mínimo, saber o que EU POSSO!
Pra finalizar, uma letra que diz muito para quem prestar atenção:
++++++++++++++++++++++++++++++
Ouro de Tolo
**************************************
Eu devia estar contente por eu ter um emprego
Sou o dito cidadão respeitável
E ganho quatro mil cruzeiros por mês
E devia agradecer ao senhor
Por ter tido sucesso na vida como artista
Eu devia estar feliz porque
Eu consegui comprar um corcel 73
E devia estar alegre, satisfeito
Por morar em ipanema
depois de ter passado fome
Por dois anos , aqui, na cidade maravilhosa
Eu devia estar sorrindo e orgulhoso
Por ter finalmente vencido na vida
Mas eu acho isso uma grande piada E um tanto quanto perigosa
Eu devia estar contente por ter conseguido
Tudo o que eu quis, mas confesso
Abestalhado que eu estou decepcionado
Porque foi tão fácil conseguir E agora eu me pergunto, e daí?
Eu tenho uma porção de coisas grandes pra conquistar
E eu não posso ficar aí parado
Eu devia estar feliz por o Senhor ter me concedido
Um domingo pra ir com a família no jardim zoológico
Dar pipoca aos macacos
Ah, mas que sujeito chato sou eu
Que não acha nada engraçado
Macaco, praia, carro, jornal, tobogan
Eu acho tudo isso um saco
É você olhar no espelho
Se sentir um grandessíssimo idiota
Saber que é humano, ridículo, limitado
Que só usa dez por cento de sua cabeça animal
E você ainda acredita que é um doutor
Padre ou policial que está contribuindo com sua parte
Para o nosso belo quadro social
Eu é que não me sento no trono de um apartamento
Com a boca escancarada, cheia de dentes
Esperando a morte chegar
Porque longe das cercas embandeiradas
Que separam os quintais
No cume calmo do meu olho que vê
Acenda a sombra sonora de um disco voador
****************(Raul Seixas)

sábado, janeiro 08, 2005

People's Front of Judea

Quem freqüenta o orkut e curte comédia não pode deixar de dar uma conferida nessa e em outras comunidades relacionadas ao impagável grupo inglês Monty Python (já citado em posts anteriores). E inclusive responda: Qual é o seu nome? Qual é a sua missão? Qual é a sua cor preferida? Qual a velocidade de uma andorinha carregando um côco?

sexta-feira, janeiro 07, 2005

Aquela do jogador de futebol

O cara estava no banheiro vestiário do clube, entrou no banho e esqueceu o shampoo. Então pediu ao colega do lado pra trazer um.Quando o cara trouxe ele olhou pro rótulo e devolveu na hora: "-Pô, meu! Tu me trouxe um xampú pra cabelos secos!" "-E daí? Que qui tem?" "-Ora, daí que o meu já está molhado!"
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

quinta-feira, janeiro 06, 2005

O que vc tem feito da vida?

Devo informar que o papo começou no Barroso. Se vc pegou o bonde andando, dá um pulo no link ao lado.
O Felipe estava perguntando sobre o que se faz pra mudar certas coisas, quebrar os tais grilhões que nos prendem a esta crescente dependência do vil metal à medida que nos vemos cada vez mais obrigados a estabelecer rotinas, dívidas e tudo mais que não queremos, simplesmente para sobreviver... Dizia ele no penúltimo parágrafo :" E se eu tenho que trabalhar, não dá pra se livrar dos 80% do seu tempo que vc passa fazendo o que não quer."
O que se segue entre aspas foi o meu comentário (que acabou ficando extenso demais):
"Bom, não é fácil. Mas vc pode começar montando uma banda sem maiores compromissos. Se estiver difícil reaver aquele pique de 10 anos atrás, escreva um livro. Se não der, continue deixando registros do seu pensamento para os que puderem conferir (neste blog mesmo). Não importa o que vc faça, desde que faça por que vc quer, mesmo que seja uma só coisa! Se o nosso "modus vivendi" não nos permite prescindir do trabalho escravo, que pelo menos, não nos tolha a consciência do que somos e podemos ser! Apesar da náusea causada pela constatação de que talvez tenhamos adquirido tal consciência tarde demais, ainda encontro em mim aquela velha inconformidade de quando tinha 18 anos. Ela está lá e sempre estará enquanto nos recusarmos a acreditar que é só isso... Claro, temos limitações, mas quem vai nos dizer quais são elas? continua "
Tem o refrão de um rock (dos longínquos anos 80) do Plebe Rude que pergunta: "Com tanta riqueza por aí, onde é que está, cadê sua fração?"
O fato é desde muito cedo sofremos uma espécie de programação (vulgo lavagem cerebral), para darmos valor a determinadas coisas que farão a sociedade conseguir permanecer exatamente como é. Todas aquelas histórias que ouvimos quando crianças sobre ilhas do tesouro, reinos encantados e belas adormecidas, acabam servindo para construir uma personalidade que acredita que a vida é crescer, aprender uma profissão, trabalhar, achar o amor da sua vida e casar (isso, sempre regado à esperança de um dia se ganhar na loteria e sair dessa vidinha miserável que levamos!).
Não que algumas dessas coisas seja má em si. O que acho digno de um filme de terror B dos anos 60 é o que quase ninguém aceitar que vc queira algo diferente disso. Desde os 18 anos eu ouço pessoas criticando o fato de eu usar cabelos compridos e determinadas roupas que, segundo elas, não combinam com alguém respeitável. E quer saber? O comprimento dos cabelos não importa. Mas enquanto continuar incomodando não vou cortar(a não ser que eu canse)!
Eu já sou um cara adulto, mas penso duas vezes antes de dizer: "isso é só besteira de adolescente!". Claro que jovens fazem merda direto. Mas muito daquela "rebeldia" (uma palavra inventada pelos mais velhos para desmoralizar qualquer tentativa de revolução), tantas vezes na história da humanidade foi responsável pelos grandes saltos de qualidade e conquistas. Se vcs pararem pra pensar, alguns dos grandes personagens da história eram pessoas que se recusavam a se adequar com o "status quo".
Disseram a um deles:" Moço, esqueça essa história de que a Terra é redonda, não seja ridículo!" E a outro: " Garoto, você jamais será grande coisa nesta vida!" Bem, o tal garoto mudaria os rumos da física com sua teoria da Relatividade e a forma de nosso planeta dispensa apresentações...
Tentarei resumir (peço que me perdoem pelo discurso panfletário). Se você pensa "pequeno", se o seu objetivo são as coisas pequenas e palpáveis que lhe ensinaram ser valores caros (carro do ano, poder ir aos melhores restaurantes, ser rico até o cu fazer bico etc.) , então tudo é questão de vc dar sorte com herança, batalhar duro para estar do outro lado da balança (não por coincidência o lado mais pesado, da maioria, fica embaixo...) ou chamar uns "amigos" pra dar um rolé...
Ou então você pode pelejar para que, ao menos a futura geração tenha uma vida melhor, mais justa e igualitária do que a sua. Não é preciso inventar a roda. Pode ser uma palavra de encorajamento a alguém ou a um grupo, um gesto, um pensamento. A mudança começa com cada um , apesar de não termos muitas respostas (se nem sabemos bem formular as perguntas ainda) o primeiro passo é enxergar o que queremos e o que precisamos mudar.
Se você , antes de dormir, revê tudo que fez durante o dia e se questiona: "Fiz o melhor?" já é um grande passo!
Pessoal, ninguém tem culpa da cultura que herdou. O mundo já estava enrolado quando chegamos aqui. O mínimo que podemos fazer é não contribuir para piorar a situação. Acima de tudo, sustento que fugir da alienação e do entorpecimento cotidiano é a melhor saída.
Meu amigo, Felipe, faz isso com seu humor mordaz, Michael faz isso com suas campanhas e causas, Bruna com seus questionamentos e cada um de vcs à sua maneira.
Sou doublé de desenhista, músico amador, amante da filosofia, poeta de versos esdrúxulos e trabalho nas horas vagas para sustentar esses caprichos.
Como dizia o velho filósofo: "ninguém veio ao mundo a passeio!" Mas também não dá pra dizer que foi pra trabalhar da forma como estamos acostumados!
Ficam algumas perguntas: Quais as suas ideologias? Você leva a vida que sempre sonhou? Se não, o que falta pra isso?

quarta-feira, janeiro 05, 2005

Quanto tempo o tempo tem?

Antigamente (e não faz tanto tempo assim), os homens (não confundir com us hômi) mediam o tempo de acordo com as estações e as colheitas, as fases da lua etc. Apesar de todas as precariedades (falta de um sistema apropriado de encanamento, p. ex., água quente então, nem pensar) existentes, em certos aspectos, havia um modo de vida mais orgânico (e menos mecânico).
Hodiernamente (que é um hoje em dia metido a besta, mas que preferi utilizar justamente para que você não sinta pressa de entender o que eu quero dizer, nem mesmo a necessidade de fazê-lo, afinal, estamos tratando do tempo), desde o advento (que é um surgimento metido a besta mas. que vc já sabe...) desse cruel dragão que se chama sociedade de produção (da qual o sistema capitalista é fiel mantenedor), nos vemos obrigados a olhar o relógio e correr contra os seus ponteiros (inexoráveis, mesmo quando o mecanismo pára de funcionar, já que o relógio do chefe jamais pára)!
Já são dez horas! Hora de ir dormir! 6 horas! Acordar para ir trabalhar! Duas horas de viagem (sendo meia de engarrafamento no trânsito), vou chegar atrasado. Cheguei a tempo (de levar um esporro do chefe)! Nem vai dar tempo de lanchar hoje (é bom que assim eu perco uns quilinhos que ganhei com as rabanadas no Natal). Muito serviço acumulado (leia-se: atrasado) para adiantar. Falta uma hora para ir embora (dá meia-noite , mas não dá 5:30h)! Ainda ficou serviço acumulado. Deixo para amanhã... 6 horas! Acordar para ir trabalhar!
Ufa (que é uma pausa para respirar metida a besta)!!!Notem que eu comecei escrevendo dez horas e depois passei para 6 horas! Típico de quem está tentando ganhar tempo (em algum compêndio deve estar catalogada a Síndrome de Cuco) !
Você já parou pra pensar que, desde cedo, nos educam para que sejamos verdadeiras peças na engrenagem? Máquinas que devem ser preparadas para exercer bem sua função ( e assim , garantir o bom funcionamento dessa imensa fábrica de fazer doidos que é a sociedade atual)?
Sorte de quem consegue ganhar seu suado dinheirinho fazendo somente o que gosta. A maioria da população passa a vida toda executando tarefas (as quais fazem ansiar por aposentadoria urgente) inglórias, sonhando com o dia em que poderão ter uns momentos gostosos e duradouros de lazer (por enquanto ainda não dá, temos que trabalhar mais!)...
Já assistiram ao filme "Nós que Aqui Estamos, Por vós Esperamos"? (onde é mostrado o exemplo do trabalhador que, ao longo de anos, ajudou uma famosa indústria de automóveis a construir seu império e, no final de sua vida , não logrou êxito em conseguir ter um daqueles carros para si)!
Não se iludam. Amanhã provavelmente não terão mais tempo de curtir a vida mais do que hoje. Qualidade de vida (que é um prazer metido a besta) começa agora. E quando digo agora não é para você olhar no relógio!
Obs: Se estiverem com pressa de ler isso tudo, podem pular as frases entre parênteses (que vão ganhar um tempo enorme hehe).
+++++++++++++++++++++++Levi (que é um Paulo metido a besta)

domingo, janeiro 02, 2005

2005 razões por que a passagem de ano foi 10!

Bom,vou tentar enumerar:
1ªPorque foi na companhia de ótimos amigos (só isso já bastava);
2ªPorque foi na casa dos Filipensses (comemoração bastante regada na beira da piscina e ao lado de pessoas agradáveis e inteligentes);
3ªRolou rock e blues a noite toda e não pagode!;
4ªDesta vez não choveu (todo ano tem chovido no dia 31 de dezembro);
5ªEu fiquei vermelho de Sol e não de raiva provocada por algum "desinfeliz" (normalmente há sempre um estraga-festa e dessa vez não houve)!;
8ªNão bateu aquela ressaca chata costumeira!
7ªEu consegui, finalmente, fazer um upgrade de espaço (+ 120 Gb!!!) na minha máquina (apesar da trabalheira que isso deu);
8ªPude fazer um apanhado dos amigos que fiz ao longo dos anos (inclusive do que passou: Raquel, Drika, Bruna, Madame, Tata e tantos que fica difícil listar);
9ª2004 foi embora pra nunca mais voltar!;
10ªDeu pra ficar tão satisfeito que vou parar nestas 10 razões mesmo (além do mais, eu iria ficar o ano todo pra enumerar as 2005 razões)!
Saúde e paz pra todos vocês e, como diziam Os Impossíveis : "E vamos nós!!!"