sexta-feira, janeiro 28, 2005

Seção: Bauí do Levi

Em homenagem à minha amiga , Drika, uma das primeiras letras de música que fiz na vida (numa fase em que ainda ouvia um tipo de rock bem distante do que viria a fazer depois com o Ravena) :
**********************
(Sinal dos Tempos)
**********************
Olho ao meu redor e vislumbro um mar de caos
Vejo tantas pessoas que perderam suas naus
procurando uma ilha onde possam se abrigar
Mas não há mais terra firme
Nem mais como se salvar
**********************
No final do milênio pouco há pra se orgulhar
O progresso é ilusório pouco a pouco vai matar
Tudo aquilo que é vivo
Digo, o pouco que restou
Hoje tudo é concreto
Menos o que você sonhou!
É o sinal dos tempos...
***********************
Às vezes acho que a vida é uma doença terminal
E que o acaso é sempre obra do destino
Fome, guerra e morte
Eu não consigo achar normal
Um dia desses eu cometo um desatino
***********************
Vidas sem razão
Seguindo setas sem direção*****(REFRÃO)
Com medo de ir além
Tão confusas entre o Mal e o Bem
***********************
Como cegos guiam cegos
sem poder ver o sinal?
E morrem antes de saber aonde querem ir
Irmão matando irmão
E todo mundo acha normal
Um dia nossa própria bomba vai nos destruir!
***********************
Vidas sem razão... (repete refrão)