quinta-feira, março 31, 2005

Buscando o equilíbrio

Não precisa nem falar. Nos dias de hoje essa coisa que chamamos de equilíbrio parece cada vez mais distante. É só olhar ao redor e perceber que há muito caos no meio de tanta desordem...
Entendo o "estresse" da Engraçadinha com relação a esse monte de coisas absurdas que fazemos e/ ou enfrentamos em nossa vida cotidiana. Tem horas que a gente manda parar o mundo e questiona: onde é que essa porra vai chegar?
Bom, sou da teoria de que estamos nesta esfera (a 3ª grande rocha depois do Sol) não a passeio (como já dizia o Leo Jaime) mas para evoluir sempre. E, cara, evoluir é difícil pra cacete!
Você tenta ser uma pessoa legal e, muitas vezes, só se fode (os escorpiões estão em plena atividade em toda parte), você constrói seu caminho sem querer passar por cima de ninguém e vem um colega e te puxa o tapete e por aí vai. Mas , se a sua cabeça estiver mais ou menos numa boa, isso não muda a sua natureza.
O fato é que a vida da gente é feita de pequenas vitórias e derrotas diárias, creio que sempre para o bem pois, mesmo os obstáculos são oportunidades de crescimento.
No momento, em meio a tanta correria, estou procurando aproveitar cada segundo de felicidade que o dia me oferece. Afinal, momentos felizes podem ser bem raros se comparados aos não tão felizes.
O lance pra mim , é não esperar sempre por um dia perfeito, mas poder tirar aquilo que de melhor ele nos deu e o retorno que demos também.
Fico feliz pela Bruna em sua hora gloriosa e por todos vocês que, dando-se conta ou não, têm toda a sorte do mundo à sua frente (se forem olhar pelo lado do copo cheio pela metade).
Um forte abraço a todos e um dia cheio de alegrias, evolução em todas as áreas, sentido e, principalmente, equilíbrio para todos!

terça-feira, março 29, 2005

Imperfect Strangers

Como já dizia o velho deitado: "cada macaco com a sua cumbuca"! Breve histórico:
Lá por volta dos 16/ 17 anos , após um tempos freqüentando os Luso City da vida (esse é um evento que rola todo ano no bairro onde eu moro e que reúne os playboys da área), percebi que aquele estilo de vida estava longe de me satisfazer.
Acho que sempre fui meio outsider mesmo. Aos 18 , reencontrei amigos de infância que tinham banda de rock e pensei ter encontrado definitivamente (como já dizia o Rain Man) a minha praia. Pouco tempo depois, já tinha minha própria banda e ia aos shows do Arena, Garage, Lua Estrela e outros refúgios cariocas dos batedores de cabeça.
Hoje em dia, é meio estranho. Pois, me sinto outsider mesmo nesses lugares. Andando com os amigos da família Barroso por uma rua onde plays, góticos, funkeiros e headbangers se misturam, tive a exata sensação de ser um peixe fora d'água em qualquer um desses ambientes.
Claro que também conta o fator faixa etária, mas num mesmo dia encontramos o ex-vocalista do Ravena ali do lado dos plays e um guitarrista e um baixista amigos nossos (e da nossa geração) bebendo cerveja com uma galera mais nova do lalo dos roqueiros.
Pode não parecer, mas tem uma multidão lá fora que caminha sozinha (mesmo estando no meio da muvucada)!
Auto-definição da semana: Sou um estrangeiro que não fala muito bem a língua local, observa a comunidade como um antropólogo atribulado e intrigado, e parte ao som daquela musiquinha ao piano que tinha ao final de cada episódio do Incrível Hulk .

domingo, março 27, 2005

A natureza do escorpião

O Mestre e o Escorpião
*****************************
Essa aqui é uma versão um pouco diferente daquela do sapo e do escorpião. Não é a mais comum, por isso achei interessante postar:
**************************
Um mestre oriental viu um escorpião que se afogava e decidiu tirá-lo da água,
mas quando o fez, o escorpião lhe picou.
Como reação à dor, o mestre soltou-o e o animal caiu na água e, de novo, estava se afogando.
O mestre tentou tirá-lo outra vez, e novamente o escorpião o picou.
Alguém que tinha observado tudo, aproximou-se do mestre e disse:
- Perdão, mas você é muito teimoso! Não entende que cada vez que tentar tirá-lo da água, ele o picará?
O mestre respondeu:
- A natureza do escorpião é picar e isso não muda a minha natureza, que é ajudar.
Então, com a ajuda de um ramo, o mestre retirou o escorpião da água e salvou-lhe a vida.
Não mude a sua natureza se alguém lhe magoar, apenas tome as devidas precauções.
************************************
"O tempo é algo que não volta atrás; portanto, plante seu jardim ao invés de esperar que alguém lhe mande flores". (William Shakespeare)

sexta-feira, março 25, 2005

Alguns fatos relevantes (ou não)

1) É bom ter 4 dias pra fazer porra nenhuma, só curtir o feriadão !
2) É foda a promessa de um feriadão com chuva torrencial ! Mas vá lá...
3) É uma maravilha poder acordar mais tarde de vez em quando !
4) É foda saber que momentos assim normalmente são exceção e não regra ! Mas vá lá...
5) É bacana ter tempo de sobra pra fazer aquelas coisinhas que vc queria fazer há meses !
6) É foda, por que nessas horas , vc não quer fazer nada, só deitar na rede e relaxar ! Mas vá lá...
7) É ótimo poder degustar bombons e ovos de Páscoa sem preocupação com a balança !
8) Foda mesmo é ter de aturar todos aqueles coelhinhos mongos-sorridentes que proliferam nessa época do ano e precisar explicar para as "crionças" que coelho não põe ovo!

quinta-feira, março 24, 2005

Bem-aventurados os narigudos...

E também aquele que inventou o ponto-facultativo. Assim, eu posso colocar em dia este blog, meus storyboards, acompanhar a obra na minha casa, estudar para as provas da faculdade etc. etc. etc. ( e, claro, namorar bastante que ninguém é de ferro) !!!
Então, amanhã começo a tirar as teias de aranha desse troço aqui! Ósculos e amplexos!

domingo, março 20, 2005

Seção: Sabedoria popular

Frases de pàra-choque do caminhão do Falcão (não o vocalista do Rappa, mas aquele maluco que se veste com um girassol na lapela) :
- " A mão que joga pedra é a mesma que apedreja! "
- " A terra há de comer já que eu não comi!"
- " Dinheiro não é tudo, mas é 100%!"
- " Onde houver fé que eu leve a dúvida!"
- " As bonitas que me perdoem, mas a feiúra é de lascar!"
-" Lends Picantis In Ânus Autrem Q'sucus Est!"
****************************
Observação : haja pàra-choque!

sexta-feira, março 11, 2005

Discoteca básica

Bicho, que programão! Neste sábado tem show da banda Shaman num clube local. Para quem não sabe, essa é a banda mais recente do vocalista André Mattos, um dos melhores do Brasil no seu estilo (heavy melódico).
Ele ficou conhecido internacionalmente através do Angra, chegando a tocar com grandes grupos da Europa e do resto do planeta, sendo até imitado e idolatrado por muitos gringos.
Mas a sua primeira banda, o Viper, é a que, para mim, tem o mérito de ter feito um dos melhores discos de heavy metal de todos os tempos: o Theatre of Fate!
Se alguém puder baixar no seu programa de compartilhamento algumas das músicas, irá encontrar um material de alta qualidade. Rock e música clássica mesclados com maestria, incluindo uma versão fenomenal para a Sonata ao Luar de Beethoven! Tem ainda o hino Living for the Night, que dificilmente será levado pelo Shaman no show desta noite, mas que, certamente, muito agradaria aos novos e antigos fãs.
Som no talo: A Cry From the Edge !!!!!!!!!!
Em tempo, discoteca soa como um termo bastante jurássico nesta nossa era digital...

domingo, março 06, 2005

Correndo mais que a razão

Ela havia chegado havia pouco tempo naquela pequena cidade do interior. Tornara-se viúva muito jovem e encontrava-se prestes a ter um bebê. Amarga e impaciente, nada mais importava para ela no mundo a não ser o filho que se aproximava, único resquício de tempos mais felizes.
Certa noite, teve certeza de que chegara o momento de dar à luz a criança que esperara por aqueles longos meses. Cambaleando, entrou o mais depressa possível no carro e deu a partida.
O único posto médico local ficava a uns 3 quilômetros dali e para lá ela rumou a toda velocidade. Só então se deu conta de que havia esquecido os óculos em casa. Mas, não importava, queria apenas chegar rapidamente ao seu destino.
No caminho, um velho homem aguardava ao lado de seu carro enguiçado na margem direita da estrada. Contudo, como a mulher esquecera dos óculos e a estrada estava escura , apesar dos faróis acesos, em sua ânsia de chegar, atropelou aquela pessoa que, instantes atrás, fazia sinal para que ela parasse.Achou tratar-se de algum animal que atravessava a estrada e prosseguiu determinada. Só quando já estava muito em cima, notara que era um homem . Sem tempo hábil para parar, mas o suficiente para ver o terror estampado naquele rosto antes de atingí-lo em cheio.
Então, chegando perto do posto médico, uma forte pontada fez com que desviasse olhar por uns instantes e batesse no portão de madeira do mesmo. Algumas pessoas vieram ajudá-la. Agora, ferida e prestes a ter filho, foi levada para dentro de uma sala e deitada na cama.
Disseram-lhe para ter calma que tudo se resolveria, pois o doutor, o único médico na região, já estava a caminho. Olhando para o quadro na parede, mesmo sem posse das suas lentes, constatou para seu desespero que era o retrato do médico, o mesmo homem que atropelara momentos antes. Alguém poderia tentar lhe salvar a criança, mas ela sobreviveria?
Deixo o final em aberto, pois, realmente não importa tanto o que aconteceu depois, mas devemos refletir e interiorizar, se julgarmos útil e necessário, quanto ao fato de que, por vezes, deixamos de dar importância a coisas que acontecem ao nosso redor, passando a nos concentrar apenas em nossos umbigos.
Quantas vezes, cegos pelo nosso imediatismo, não atropelamos pessoas ou situações, achando que tínhamos algo mais urgente para resolver? Há situações em que pensamos que estamos ganhando tempo, mas estamos simplesmente perdendo oportunidades preciosas em nossas vidas de ajudar o próximo e a nós mesmos, por vezes, selando o próprio destino?
Então, porque não fazer como os Cavaleiros que outrora diziam Ni e agora, após muita reflexão
e sanduíches de arenque, dizem : Ec-ectapang?
Como já dizia aquela peituda da Pamela Anderson: sempre é tempo de mudar pra melhor!

quarta-feira, março 02, 2005

Outra vez?

Bom, eu não costumo postar piadas de internet, mas hoje me contaram uma que achei muito engraçada. Para conferir clique aqui ó .

terça-feira, março 01, 2005

Curioso

Sabe aqueles dias em que parece que absolutamente nada dá certo?...
Bom, felizmente, não é este o caso.
Tudo perfeito! E a gente sabe que isso é perigoso... rsrs
De qualquer forma, dias perfeitos são tão raros que merecem registro. Mesmo que, no final das contas, ninguém tenha entendido nada! huahua